sexta-feira, 2 de julho de 2010

Duplamente amor

Fiquei a pensar sobre o meu relacionamento e o quanto o tempo passa rápido. Daqui a pouco fará dois anos, dois anos que meu coração ama e pretence a mesma pessoa.
O engraçado é que nesses dois anos o amor muda e muda bastante, ele fica mais frio depois de uns meses, passa aquele “calor” do começo, depois ele amadurece. Não sei bem como dizer sobre o meu amor, mas depois de hoje, senti que devia deixar registrado coisas que não consigo dizer a minha namorada, coisas que eu tenho mais facilidade de escrever.
Fico a pensar o que te leva a se dedicar tanto a mim, o que te leva a abrir mão de tantas coisas para ficar comigo. Agora eu sei, agora eu senti que o amor cresce, evolui e procria. Agora percebo que você me ama duas vezes e eu também, porque é tolerando-me, aceitando meus defeitos, aceitando minhas qualidades, caminhando junto que se aprende tanta coisa. Por isso dois amores, porque ainda temos aquela nossa coisa de primeiros meses e aquele coisa amadurecida que só o convivio trás.
Cresci com você, mais do que cresci a muito tempo, você me ensina coisas que eu nunca poderia imaginar em conhecer, outras que já conhecia porém não dava importância e outras que ainda estou para conhecer. E eu queria lhe dizer tudo isso e muito mais, só que o resto, deixo para o tempo, porque juntos, ele nos mostrara coisas ainda mais surpreendentes.

Eu te amo Neka.

Um comentário:

nanda disse...

Rs... então quer dizer que é isso que passa nessa cabecinha?!
Sim, meu amor, eu o amo, e pode parecer besteira, mais é esse que me impulsiona pra frente, e é com ele que eu vivo a minha vida plenamente e que me faz fazer de um tudo pra ficar sempre ao seu lado *O*

Amo-o, a todo tempo, não importa como!
Nanda ♥