quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

(C)oração

"Pai nosso que estais no céu,
Perdoa-me nas leis do seu,
Santificado seja o vosso nome,
Clamo-o durante a dor que me consome,
Seja feita a vossa vontade,
Enquanto me encho de humanidades,
Assim na terra como nos céus,
Ceifou aquela que vestia o véu,
Perdoai as nossas ofensas,
Assim como a minha descrença,
Assim como perdoamos a quem nos tenha ofendido,
Pensei que aquilo tivesse sentido!
Livrai-nos do mau,
Tinha que me criar tão sentimental?!
Amém...
Tornou-me seu refém..."


By: Fake Angel

3 comentários:

nicolelafayette disse...

Então... o que dizer? G-G
É complicado comentar algo que fala por si.

Jordana disse...

simplesmente encantador poema *-*

*Karamelow ~!* disse...

*O* I like ~!*